No Brasil, apenas 18% da população pratica o trabalho voluntário

[quote]Entre as mulheres, a adesão ao voluntariado é de 20%, enquanto entre os homens atinge 15%.[/quote]
Apenas 2 em cada 10 brasileiros pratica o trabalho voluntário.

Problemas sociais como a má condição de escolas, a fome ou mesmo a falta de agasalho nos períodos frios são recorrentes no País, mas há quem não espere pela ação do poder público para tentar reverter o quadro de desigualdades que encontra ao seu redor. São os chamados voluntários, pessoas que por iniciativa própria e sem nenhum tipo de remuneração prestam serviços à comunidade ou a organizações não governamentais (ONGs) em nome do bem comum.

No Brasil, de acordo com pesquisa do IBOPE Inteligência, os voluntários representam 18% da população, ou seja, apenas dois em cada dez brasileiros fizeram esse tipo de trabalho no último ano. O percentual está abaixo da média mundial que é de 37%, sendo que em alguns países como a China e o Canadá o número de voluntários sobe para 55% e 50% da população, respectivamente.

Entre os brasileiros adeptos à prática, as mulheres são mais atuantes que os homens, já que 20% delas aderem ao voluntariado, enquanto somente 15% dos homens se engajam. Claudia Lima, analista de projetos, é um belo exemplo da atuação feminina no setor. Voluntária desde os 15 anos, hoje, aos 41, ela abriga um centro de coleta de roupas, brinquedos e alimentos em sua própria casa, na Vila Alpina, em São Paulo. O material arrecadado com a ajuda das Irmãs Franciscanas é comercializado em um bazar beneficente, cuja renda é destina aos projetos da comunidade e também levado à Pastoral da Terra em Ibiúna, no interior do Estado.

“Ao ser voluntário, você faz parte do processo de cidadania e de humanização do mundo. É um jeito de se aprender muito com a vida e passar a senti-la de uma forma não convencional. Os resultados são multiplicadores”, afirma a analista.

Claudia está dentro da faixa etária que mais pratica o trabalho voluntário no País. Entre as pessoas de 40 a 49 anos, 23% aderem à atividade. O percentual de voluntários também é maior entre as pessoas com nível superior, atingindo 33% do segmento, assim como as classes A/B são as mais praticantes, com 27% de adesão aos serviços voluntários.

Sobre a pesquisa
Pesquisa do IBOPE Inteligência, em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), realizada em 59 países, com 53.433 entrevistados. No Brasil, o IBOPE Inteligência ouviu 2.002 pessoas entre os dias 08 e 12 de dezembro de 2011.

Fonte: IBOPE

Deixe uma resposta